O que é gelatina hidrolisada?

A gelatina é composta por 90 - 95% de proteína, aproximadamente 2% de sais minerais e água. Não contém gordura, carboidratos ou conservantes.

As proteínas, os carboidratos e as gorduras são os três principais componentes da alimentação.

As estruturas básicas da proteína no corpo humano são aproximadamente 20 aminoácidos diferentes, dos quais alguns são os chamados aminoácidos essenciais, que devem ser absorvidos pelo corpo através do alimento.

A gelatina não é um medicamento e não é indicada para a cura de uma doença específica. Por isso, ela deve ser considerada como fonte alimentar que ajuda, por exemplo, a proteger a cartilagem articular contra a artrose.

E para isso a composição de aminoácidos da gelatina é ideal, uma vez que corresponde à composição da cartilagem articular.

A gelatina hidrolisada é caracterizada pela sua excelente digestão.
Ao contrário do que se pensou por muito tempo – que a gelatina fosse completamente digerida pelo trato intestinal – sabe-se, agora, que uma parte da gelatina é capaz de passar pela parede intestinal sem ser modificada(IO), sendo incorporada e armazenada pela cartilagem.

A gelatina é obtida de ossos e peles de animais, que foram aprovados para o consumo humano. Hoje ela é produzida em larga escala com tecnologia moderna, em processos que atendem aos mais altos padrões de higiene, e que excluem qualquer tipo de agente patogênico.

A forma mais moderna e de manuseio mais fácil da gelatina é a hidrolisada. Ao contrário da gelatina comum, a forma hidrolisada dissolve em água fria, mas não gelifica. A forma hidrolisada contém 95% de proteína pura.


Gelatina Hidrolisada

Definição: Gelatina é uma proteína purificada, de origem animal, isolada através de hidrólise parcial das proteínas do colágeno.

O colágeno é uma proteína estrutural básica e representa cerca de 33% do total de proteínas dos mamíferos. É um componente essencial dos tecidos e sistema esquelético.
A gelatina contém 18 aminoácidos; nove deles fazem parte dos dez aminoácidos essenciais, necessários ao nosso organismo e que somente são adquiridos através dos alimentos.
Gelatina é um alimento puro e livre de carboidratos e gorduras, assim como de colesterol ou purinas. Também não contém qualquer tipo de aditivo em sua constituição.

A gelatina deve ser um componente habitual na ingestão de alimentos, por ser excelente complemento alimentar.

Por centenas de anos tem sido mostrado empírica e praticamente, que a gelatina tem efeitos positivos sobre a saúde. Já há alguns anos, cientistas vêm investigando estes efeitos, freqüentemente em cooperação com o Grupo GELITA.

Novos estudos clínicos realizados em cooperação com cientistas do Grupo GELITA demonstraram aumento na mobilidade de todas as articulações.

O fibroblasto é a célula que sintetiza colágeno, proteína fibrosa presente em todos os organismos multicelulares.

O colágeno, proteína predominante na pele, ossos, cartilagens e tendões, dá sustentação à pele. Sendo uma proteína fibrilar do tecido conjuntivo, tem como principal função impedir a deformação dos tecidos, mantendo sua forma estrutural. Suas fibras são responsáveis, além de outras funções, pela estrutura de tendões e ligamentos.

Entre as peculiaridades dessa proteína, destacam-se a presença de hidroxiprolina e hidroxilisina, que normalmente não se encontram em outras proteínas, e o elevado teor de glicina, que representa cerca de 25% da sua estrutura.

A capacidade natural de produção de colágeno, necessária para a saúde e elasticidade da pele, começa a diminuir 1 a 2% a cada ano após os 20 anos de idade, praticamente desaparecendo entre os 45 e 50 anos. Vários autores já demonstraram a importância da ingestão diária de gelatina para a saúde.


Observações técnico-ciêntificas:

a) MORGANTI & RANDAZZO (1987) demonstram que a ingestão diária de gelatina permite melhorar a hidratação da pele, especialmente quando está associada a elementos como o cálcio que, juntamente com a glicina, atuam na ativação de enzimas que promovem a síntese de ácido 2-pirrolidona-5-carboxílico.
b) BRUNO et alii (1987) demonstraram que a ingestão diária de gelatina aumenta o crescimento e propicia uma melhoria acentuada na aparência dos cabelos, com redução significativa da seborréia, entre outros efeitos positivos.
c) HOCHMAN et alii (1993) relataram sucesso no fortalecimento das unhas com doses diárias de gelatina, sendo o efeito nitidamente fortalecido pela associação com vitaminas do grupo B.
d) KASPER (1995) obteve melhoria significativa da mobilidade e redução da necessidade de analgésicos em pacientes artríticos, pela ingestão durante dois meses.
e) ADAM (1995) demonstrou que a ingestão diária de gelatina hidrolisada permite reduzir significativamente a atividade osteoclássica (destruição do colágeno), prevenindo a evolução da osteoporose.
f) GREILING et alii (1998) relataram ganhos antropométricos e motores significativos em esportistas, pela ingestão diária de 10g de gelatina hidrolisada durante 4 meses.

 

GELATINA HIDROLISADA

Informação Nutricional - Porção 10g (uma colher de sopa)

Quantidade por porção %VD
Valor energético 40 kcal- 168 Kj 2%
Carboidratos 0g 0%
Proteínas 9g 18%
Gorduras totais 0g 0%
Gorduras saturas 0g 0%
Gorduras trans 0g 0%
Fibra alimentar 0g -
Sódio 0g 0%
* % Valores diários de referencia com base em uma dieta de 200Kcal ou 8400 KJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo das necessidades energéticas.

Aminoácidos encontrados em %

GLI 27,50 PHE* 2,23 SER 4,21
ARG* 8,80 TIR 0,29 IYS* 1,72
VAL 2,95 ALA 11,00 GLU 10,40
HYS 0,78 LIS* 4,50 LEU* 3,30
PRO 16,35 THR* 2,22 MET* 0,80
ASP 6,70 CYS 0,97 HID* 14,10

*Aminoácidos Essenciais

 
 
 
 
Click Soft - Site Fácil canguruhost - hospedagem grátis